Compartilhe:

5 sinais que podem indicar câncer

A seguir, uma lista de sinais no corpo que devem ser investigados e levados ao conhecimento de um especialista com urgência.

A percepção do paciente sobre si mesmo e a capacidade de identificar mudanças no corpo são aliados que levam à rapidez do diagnóstico. O câncer é uma doença relacionada ao envelhecimento da população. Ou seja, quanto mais aumenta a expectativa de vida, maior a incidência de casos. Entretanto, as neoplasias têm tratamento e maiores chances de cura quando são diagnosticadas no início. Mas, para isso, é preciso dar o primeiro passo. Procure ajuda médica assim que perceber algo diferente.

1 – Sangue nas fezes

Este pode ser um importante indicativo de câncer da região do intestino ou do reto, principalmente se for persistente e repetitivo. Nesse caso, é necessário buscar o auxílio de um profissional. A recomendação é que a colonoscopia seja realizada em pessoas acima de 45 anos como método de rastreamento.

2 – Tosse com a presença de sangue

Se ao tossir perceber que o sangue está presente, fique atento, pois pode ser um indicativo de câncer nas vias aéreas, principalmente no pulmão, na traqueia ou nos brônquios e também na região da laringe.

3 – Sangramento vaginal na menopausa

Na menopausa, quando as mulheres param de menstruar, o esperado é que não ocorra mais nenhum tipo de sangramento. Um sangramento presente pode ser um indicativo de câncer de útero ou de endométrio, mais especificamente. “O sangramento também pode estar ligado ao câncer do colo de útero ou da vagina”, explica o especialista.

4 – Mamas com nódulos e feridas

É preciso prestar atenção na presença de nódulos, principalmente se estão crescendo e houver uma ferida na pele da mama – que pode significar um câncer de mama avançado. Lembrando que a sociedade brasileira de mastologia recomenda iniciar o rastreamento a partir dos 40 anos para pacientes com risco habitual.

5 – Pintas que crescem

Pintas e manchas na pele que estão apresentando mudanças precisam ser monitoradas por um especialista. Em casos como esse, será observado o ABC do câncer de pele, em que:

  • “A” é de assimetria – aquela pinta preta que, caso dividida ao meio, apresenta partes diferentes.
  • “B” é para bordas irregulares, pintas que apresentam o aspecto estrelado e não arredondado.
  • “C” representa a cor da pinta, caso apresente diferentes tonalidades que podem ir do preto ao azul.
  • “D” está associada ao diâmetro da pinta. Uma curiosidade é que os melanomas costumam apresentar mais de 6 milímetros de diâmetro.
  • “E” de evolução. Ou seja, a pinta cresce durante esse período.

Notou algum desses sinais? Marque uma consulta com nossos oncologistas.

Dr. John Doe 2
Dr. John Doe 2
Endocrinologista
CRM - 67890

Faculdade de graduação

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2012

Pós-Graduação

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2013
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2015
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2018

Áreas de foco científico

Doenças Crônicas e Cirurgia Metabólica

Outros destaques

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2017
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2018

Dr. John Doe
Dr. John Doe
Endocrinologista
CRM - 12345

Faculdade de graduação

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2012

Pós-Graduação

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2013
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2015
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2018

Áreas de foco científico

Doenças Crônicas e Cirurgia Metabólica

Outros destaques

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2017
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2018

Artigos relacionados

Cuidados paliativos no tratamento oncológico

9° Congresso Todos Juntos Contra o Câncer: equipe de oncologia do Hospital Santa Catarina – Paulista apresenta um painel especial sobre o tema “Oncogenética”

NOVEMBRO AZUL: campanha de prevenção, conscientização e combate ao câncer de próstata

150 profissionais capacitados no curso de cuidados paliativos. Confira como foi!

Hospital São José organizou o “Trenzinho da saúde” em Teresópolis

Histórias de alta – A importância do diagnóstico precoce