Compartilhe:

Outubro Rosa: mês da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama

A data é celebrada com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença, além de proporcionar melhor acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

Outubro já é conhecido mundialmente como um mês marcado por ações afirmativas relacionadas à prevenção e ao diagnóstico precoce do câncer de mama e tem como objetivo compartilhar informações sobre a doença, promovendo a conscientização, proporcionando melhor acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.

O Hospital Nossa Senhora da Conceição é referência na região da Amurel, Tubarão (Santa Catarina), no tratamento do câncer, oferecendo aos pacientes, num só local, estrutura para consultas, exames diagnósticos e tratamento, além de um atendimento integralizado e humanizado. Como hospital regional, abraça anualmente este tema e trouxe à comunidade uma programação intensa que se iniciou no dia 04 de outubro, às 16 horas, com abertura oficial realizada pelo diretor executivo da instituição, Fabio Tadeo Teixeira, em frente à portaria central do HNSC, que se estende até as 20h30 com atrações culturais, entrega de material informativo, fitinhas cor-de-rosa e distribuição de pipoca.

Para se ter ideia dos números, um em cada três casos de câncer pode ser curado se for descoberto logo no início. Mas muitas pessoas, por medo ou desinformação, evitam o assunto e acabam atrasando o diagnóstico. Por isso, é preciso desfazer crenças sobre o câncer, para que a doença deixe de ser vista como uma sentença de morte ou um mal inevitável e incurável. A informação pode ajudar a salvar vidas.

O que é?

É o tipo de câncer mais frequente na mulher brasileira. Nesta doença, ocorre um desenvolvimento anormal das células da mama, que se multiplicam repetidamente até formarem um tumor maligno.

Como a mulher pode perceber a doença?

O sintoma do câncer de mama mais fácil de ser percebido pela mulher é um caroço no seio, acompanhado ou não de dor. A pele da mama pode ficar parecida com uma casca de laranja. Também podem aparecer pequenos caroços embaixo do braço. Deve-se lembrar que nem todo caroço é um câncer de mama, por isso é importante consultar um profissional de saúde.

Como descobrir a doença mais cedo?

Toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve procurar um ambulatório, centro ou posto de saúde para realizar o exame clínico das mamas anualmente, além disso, toda mulher, entre 50 e 69 anos deve fazer pelo menos uma mamografia a cada dois anos. O serviço de saúde deve ser procurado mesmo que não tenha sintomas!

O que é o exame clínico das mamas?

É o exame das mamas realizado por médico ou enfermeiro treinado para essa atividade. Neste exame, poderão ser identificadas alterações nos seios. Se for necessário, será indicado um exame mais específico, como a mamografia.

O que é mamografia?

É um exame muito simples que consiste em um raio-X da mama e permite descobrir o câncer quando o tumor ainda é bem pequeno.

O que pode aumentar o risco da ocorrência de câncer de mama?

Se uma pessoa da família – principalmente a mãe, irmã ou filha – teve essa doença antes dos 50 anos de idade, a mulher tem mais chances de desenvolver um câncer de mama. Quem já teve câncer em uma das mamas ou câncer de ovário, em qualquer idade, também deve ficar atenta. As mulheres com maior risco de ter o câncer de mama devem tomar cuidados especiais, fazendo, a partir dos 35 anos de idade, o exame clínico das mamas e a mamografia, uma vez por ano.

O autoexame previne a doença?

O exame das mamas realizado pela própria mulher, apalpando os seios, ajuda no conhecimento do próprio corpo, entretanto, esse exame não substitui o exame clínico das mamas realizado por um profissional de saúde treinado. Caso a mulher observe alguma alteração, deve procurar imediatamente o serviço de saúde mais próximo de sua residência. Mesmo que não seja encontrada nenhuma alteração no autoexame, as mamas devem ser examinadas uma vez por ano por um profissional de saúde.

O que mais a mulher pode fazer para se cuidar?

Ter uma alimentação saudável e equilibrada (com frutas, legumes e verduras), praticar atividades físicas (qualquer atividade que movimente seu corpo) e não fumar. Essas são algumas dicas que podem ajudar na prevenção de várias doenças, inclusive do câncer.

Dr. John Doe 2
Dr. John Doe 2
Endocrinologista
CRM - 67890

Faculdade de graduação

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2012

Pós-Graduação

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2013
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2015
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2018

Áreas de foco científico

Doenças Crônicas e Cirurgia Metabólica

Outros destaques

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2017
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2018

Dr. John Doe
Dr. John Doe
Endocrinologista
CRM - 12345

Faculdade de graduação

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2012

Pós-Graduação

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2013
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2015
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2018

Áreas de foco científico

Doenças Crônicas e Cirurgia Metabólica

Outros destaques

Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2017
Lorem Ipsum Dolor Sit Amet – 2018

Artigos relacionados

Cuidados paliativos no tratamento oncológico

9° Congresso Todos Juntos Contra o Câncer: equipe de oncologia do Hospital Santa Catarina – Paulista apresenta um painel especial sobre o tema “Oncogenética”

NOVEMBRO AZUL: campanha de prevenção, conscientização e combate ao câncer de próstata

150 profissionais capacitados no curso de cuidados paliativos. Confira como foi!

Hospital São José organizou o “Trenzinho da saúde” em Teresópolis

Histórias de alta – A importância do diagnóstico precoce